Ago

31

2019

A importância do Nutricionista Animal para a alimentação adequada do rebanho



 
Ago

31

2019

A importância do Nutricionista Animal para a alimentação adequada do rebanho

Como um dos maiores produtores de ração do mundo, o Brasil necessita de bons nutricionistas de animais para a obtenção de uma correta e eficiente qualidade nutricional.

 

Fornecer uma dieta completa, cuidadosamente formulada e que visa atender o requerimento nutricional de um animal, seja ele de estimação, de produção ou esportista é uma tarefa complexa. Esta função, de nutricionista animal, é exercida por engenheiros agrônomos, médicos veterinários e zootecnistas em suas diversas especializações.

O Brasil é um dos maiores produtores de ração animal do mundo, ocupando a terceira posição, atrás apenas de China e Estados Unidos, com um total de 68,5 milhões de toneladas produzidas em 2018. Praticamente 70% deste total é consumido na produção de aves e suínos, duas cadeias importantes do agronegócio brasileiro.

Com tamanha demanda, a presença de um profissional de nutrição animal torna-se uma necessidade cada vez maior no mercado, uma vez que a qualidade da alimentação dos animais gera melhor desempenho e produtividade.

 

Qualidade da ração x desempenho animal

A ração entregue no comedouro do animal passa por diversas etapas: começando pela produção do ingrediente ou aditivo, depois pela sua recepção na fábrica de ração e análise de qualidade, seguindo pela formulação da ração com o menor custo e máximo desempenho possível.

Há ainda que se levar em consideração a etapa do processamento na fábrica de rações, sua entrega pela logística na granja e finalmente a oferta ao animal. Mas o processo não termina aí: é preciso avaliar o desempenho do animal: se houve ganho de peso, como está a conversão alimentar e a qualidade do produto obtido (seja carne, leite, lã ou ovos). E essas são todas tarefas onde o nutricionista animal está empenhado.

Vale lembrar que professores e pesquisadores estão formando novos profissionais e desenvolvendo novas técnicas e produtos para a área. A nutrição animal tem se modificado de maneira acelerada e o profissional precisa se atualizar constantemente pois é desafiado diariamente por novos conceitos e necessidades.

A nutrição não é uma ciência estática, pelo contrário, é extremamente dinâmica. Pode-se ter como exemplo os novos ingredientes que têm sido disponibilizados a custos interessantes. A biotecnologia, por exemplo, tem produzido aminoácidos a preços mais acessíveis. Ela também tem criado enzimas, cada vez mais potentes que as gerações anteriores, e novos aditivos para manter e melhorar a saúde intestinal cada vez mais eficientes. E é função do nutricionista animal avaliar a melhor forma de uso de tudo isso.

 

Como a tecnologia auxilia no trabalho do nutricionista animal

A tecnologia da informação está cada vez mais presente no dia a dia das fábricas, através da aplicação de modelos de predição de requerimentos nutricionais, formulação online, análise de ingredientes, automação fabril, dentre muitos outros.

A época onde apenas os indicadores de desempenho zootécnico (produzir mais com menos) eram as formas de avaliar a eficiência da nutrição ficou para trás. Além desta premissa, o desafio hoje é estar atento ao que o mercado sinaliza: produção de animais com menor uso de antibióticos, a relação entre a nutrição, bem-estar animal e a qualidade e segurança do alimento produzido são algumas das responsabilidades da função.

 

Função Global

Ser nutricionista animal no Brasil é também uma função global. Como grandes produtores e exportadores de carne bovina, suína e de frango o país tem a responsabilidade de produzir imensos volumes de ração animal para nutrir de forma adequada o rebanho. Desta forma, o alimento produzido chegará na mesa de famílias de todo mundo, com qualidade e preço acessível.

Há nutricionistas e pesquisadores atuando em grandes cargos em países no exterior, empresas e universidades, reafirmando a excelência do Brasil nesta área. Que o reconhecimento a estes profissionais que contribuem para a qualidade do nosso rebanho brasileiro se mantenha sempre em alta, para que tenhamos animais fortes que geram produtividade, lucratividade e tamanha excelência no mercado mundial.

COMPARTILHE:       

Carlos Kippert

Nutricionista Animal na BRF